Inteligência artificial revela como é o rosto que aparece no Santo Sudário

O uso de inteligência artificial (IA) parece não ter limnite e está invadindo até os mistérios da fé. O uso da tecnologia mais moderna revelou a imagem mais nítida de todos os tempos do Santo Sudário de Turim para mostrar como Jesus poderia ter sido.

Nesta semana, a Igreja Católica celebra os 90 anos da primeira vez que o o tecido foi exposto em quatro séculos. O item misterioso e controverso mostraria, conforme cristão acreditam, a verdadeira face de Jesus depois que ele foi supostamente enrolado em torno dele após a crucificação, no Gólgota, nos arredores de Jerusalém.

Para marcar a data, o jornal britânico “Daily Star” decidiu dar um toque tecnológico a essa relíquia. Com a ajuda do Midjourney, foi composto um rosto realista de como a IA pensa que Jesus se parece em comparação com o tecido original de 4,2 metros de comprimento.

O Santo Sudário é cercado de fé e cetiscismo. A peça foi revelada pela primeira vez às massas há cerca de 600 anos e, mesmo então, alguns pensavam que o Sudário era mais provavelmente uma farsa do que os verdadeiros vestígios de Jesus.

Um estudo com datação por carbono concluiu que o Santo Sudário deve ter sido criado entre os anos de 1260 e 1390. Porém, alguns estudiosos destacam que a técnica para a criação da peça, com negativo, semelhante à da fotografia, não havia sido inventada nesse período.
0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x