AL

‘Castração de meninas’: MP vai investigar prefeito de Barra do Piraí por discurso sobre nascimento de crianças no município

O Ministério Público do Rio (MPRJ) investiga, a partir desta segunda-feira, o discurso do prefeito de Barra do Piraí, Mário Esteves, que defendeu a castração de meninas do município, na última quinta-feira, durante a inauguração de uma estrada. A 2ª Promotoria de Justiça de Tutela Coletiva instaurou notícia de fato para apurar dos excessos da fala do prefeito e avaliar eventual responsabilidade, inclusive se houve improbidade administrativa. Neste domingo, o partido Solidariedade comunicou que expulsará Esteves de seus quadros.

O caso foi compartilhado nas redes sociais na última sexta-feira, e desde então Esteves tem sido alvo de críticas. O partido Solidariedade expulsou o político da legenda. Em nota, a direção estadual do partido disse que a fala de Mário foi “misógina, demonstrando total desrespeito às mulheres”, e que a decisão foi unânime. Afirmou ainda que o Solidariedade “não tolera discursos, ações e demonstrações de qualquer preconceito”.

“O que não falta em Barra do Piraí é criança. Cadê o Dione [secretário de Saúde]? Tem que começar a castrar essas meninas. Controlar essa população. É muito filho, cara. É no máximo dois. Tem que fazer uma lei lá na Câmara. Haja creche para ser construída ao longo dos próximos anos. Tem que ter um projeto federal, estadual e municipal, porque precisa, sim, desse controle. É muita responsabilidade colocar filho no mundo”, disse o prefeito no evento.

No procedimento, o MPRJ estabeleceu o prazo de dez dias úteis para o prefeito prestar esclarecimentos sobre o teor de seu discurso, no qual defendeu “castrar” as “meninas” da cidade. Deverão ser comprovadas documentalmente quais medidas de controle populacional foram efetivamente implantadas durante o seu governo, especialmente a quantidade de cirurgias de laqueadura e vasectomia, os critérios para aprovação de tais cirurgias, bem como a distribuição de preservativos e outros métodos contraceptivos na rede municipal de saúde.

Mário Esteves é casado e pai de um menino de pouco mais de 1 ano. “Já castrou a mãe desse menino?”, comentou um internauta em uma foto da criança, no perfil de Esteves no Instagram.

Em nota divulgada neste sábado, a prefeitura afirma que Esteves “entende que a laqueadura seja um dos procedimentos para o incremento do planejamento familiar, assim como a vasectomia. Jamais teve a intenção de promover qualquer tipo de prática danosa ou preconceituosa às mulheres”. A fala do prefeito, segundo o comunicado, foi fruto de “um momento de descontração”. A nota cita ainda os investimentos da prefeitura no Hospital Maria de Nazaré e nos programas Saúde da Mulher e Saúde do Homem, “onde o planejamento familiar é discutido”.

Nas eleições do ano passado, o prefeito apoiou o pai, Jorge Esteves, na candidatura a deputado federal, pelo Partido Republicano da Ordem Social (PROS). Apesar de receber mais de 28 mil votos, ele não foi eleito. Na foto da urna, pai e filho foram retratados lado a lado.

A causa animal

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x