Poder Público e sociedade civil de mãos dada no combate à exploração sexual de crianças e adolescentes

Em Paço do Lumiar, a caminhada “Faça Bonito” contou com a presença de muitas autoridades, entre elas, a prefeita Paula Azevedo (PCdoB)

Ao lado de dezenas de alunos de escolas da rede pública municipal, servidores, professores, lideranças políticas, secretários e demais representantes da sociedade civil organizada, na tarde desta quinta-feira (18), a prefeita de Paço do Lumiar Paula Azevedo (PCdoB), participou da caminhada Faça Bonito, em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual Contra Crianças e Adolescentes.

Organizada pela Prefeitura, por meio das Secretarias Municipais de Desenvolvimento Social (SEMDES) e de Educação (SEMED), respectivamente sob o comando de Suely Abreu e Yane Pessoa, a concentração foi nas proximidades da Escola Municipal Monteiro Lobato com destino à Praça da Família, na Avenida 13 do Maiobão.

Fazendo bonito por onde passou, frases e palavras de ordem deram o tom ao evento. A data remete ao caso da pequena Araceli Sanchez, que foi violentada e brutalmente assassinada por jovens de classe média alta em Vitória, capital do Espírito Santo. Desde então, por todo o País, são realizadas ações que destacam a importância do combate a esse tipo de violência e a importância em denunciar abusadores.

Em Paço do Lumiar, a mobilização contra esse tipo crime já virou tradição. “Todo dia é dia de dizer não! De denunciar esse grave problema social, que é uma prática nociva e criminosa que machuca nossas crianças e corrompe a sociedade. E é por isso que hoje estamos aqui, pelas ruas do município para fazer bonito e gritar bem alto. Denuncie, disque 100! Proteja as nossas crianças!”, enfatizou a prefeita.

A titular da SEMDES – Suely Abreu, explicou ainda que o ato foi o apogeu das mobilizações, entretanto, durante todo este mês ainda serão realizadas outras atividades. “Esta caminhada chama a atenção de diversos seguimentos, evidenciando, que o Poder Público, a inciativa privada, e demais órgãos, como Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) e o Conselho Tutelar (CT), juntos podemos contribuir para combater esses abusos, denunciar e punir os agressores e abusadores. É preciso ficar atentos com os olhos abertos para que possamos identificar essas situações abjetas”, finalizou.

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x