Após indicação de Carlos Lula, Avenida Litorânea será interditada para prática de esportes de rua

Decisão atende a uma indicação feita pelo deputado após a trágica morte por atropelamento do médico ciclista Édson Soares, na capital maranhense

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT) anunciou, na quarta-feira (18), a interdição de uma das vias da Avenida Litorânea todas as terças, quintas e sábados, das 4h30 às 6h. A decisão atende a uma indicação feita pelo deputado estadual Carlos Lula (PSB), no mês de setembro, após a trágica morte por atropelamento do médico ciclista Édson Soares, na capital maranhense.

“Esta medida é necessária e já era esperada por ser um dos pleitos dos praticantes de esportes de rua da capital, em especial dos ciclistas. São ações concretas que aumentarão a segurança desses atletas. Medidas simples, mas que podem evitar tragédias, como a que aconteceu com o doutor Édson Soares, atropelado quando praticava atividade física”, disse Carlos Lula.

O parlamentar também fez indicações direcionadas à Secretaria de Segurança Pública (SSP) e Comando Geral da Polícia Militar. Entre as solicitações estão a instalação de mais câmeras de videomonitoramento na extensão da Avenida Litorânea e aumento das rondas policiais a partir das 4h.

“A indicação do deputado Carlos Lula foi muito importante para a nossa causa. Esse era um pleito pelo qual já vínhamos lutando e com a morte do nosso amigo Édson, se tornou ainda mais urgente. Essa interdição irá beneficiar muitos atletas que utilizam a Avenida Litorânea para treinar. Esperamos, ainda, que os demais pleitos também sejam atendidos pelas autoridades para garantir ainda mais a nossa segurança”, afirmou Helberth Meneses, presidente da Federação Maranhense de Triátlon.

Também tramita na Assembleia Legislativa o Projeto de Lei 599/2023, de autoria de Carlos Lula, para garantir segurança de praticantes de esportes de rua, especificamente atletas de ciclismo no Maranhão. O projeto visa ao incentivo da prática do ciclismo no estado, bem como fomenta políticas públicas para o segmento, reconhecendo o deslocamento cicloviário como modalidade de transporte eficiente, sustentável do ponto de vista ambiental, acessível à sociedade e benéfico à saúde pública.

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x