AL

Carlos Lula promove debate sobre educação em nova edição do ‘Juntos Pela Ilha’

Com mais de 300 participantes, a área Itaqui-Bacanga recebeu a segunda edição do projeto “Juntos Pela Ilha”, na sexta-feira (11). Idealizado pelo deputado estadual Carlos Lula (PSB). O encontro itinerante entre parlamento e sociedade civil debate melhorias nas políticas públicas para a Região Metropolitana de São Luís.

Em alusão ao Dia do Estudante, o projeto discutiu os ‘Desafios da educação pública: Como superar obstáculos e transformar o futuro da nossa sociedade’ e atraiu moradores dos mais de 70 bairros da área Itaqui-Bacanga. O vice-governador e secretário de Estado da Educação, Felipe Camarão (PT), o deputado federal Duarte Júnior (PSB) e o diretor do Centro de Inovação para a Excelência das Políticas Públicas da UFMA, Jonathan Almada, foram os debatedores nesta edição.

Para Carlos Lula, a educação é algo fundamental e por isso esse tema precisa ser debatido com a comunidade. “Viemos aqui para escutar a população e suas aflições. Por tudo que já foi apresentado aqui, seja em números ou em relatos da comunidade, percebemos que infelizmente não temos nem o básico quando se trata de educação municipal. Em São Luís, há 2 mil crianças fora da sala de aula, porque a prefeitura não conseguiu ofertar vaga e só na área Itaqui-Bacanga são 397 crianças. Nas condições que são dadas hoje, nem o aluno consegue aprender, nem o professor consegue ensinar”, alertou.

“Não é todo político que é eleito e volta para agradecer as pessoas e Carlos Lula está fazendo mais. Hoje, estamos discutindo educação e destaco que, quando a educação não fica só nas palavras, ela transforma vidas, a exemplo do IEMA, que foi uma grande revolução na educação do Maranhão, criamos escolas em tempo integral onde não existia nenhuma. Quando comparamos os últimos oito anos da educação municipal com a estadual, percebemos que existe alguma coisa errada. De qualquer forma, seja na parte física ou humanitária, a educação de São Luís precisa melhorar”, disse Felipe Camarão.

O deputado federal Duarte Júnior (PSB) também participou do debate. “É uma grande alegria participar dessa excelente iniciativa do deputado Carlos Lula, pois precisamos discutir a cidade para que as pessoas possam exigir os seus direitos. A área Itaqui-Bacanga é belíssima e precisa ser bem cuidada”, afirmou.

Segundo relatório apresentado por Jonathan Almada, a educação municipal em São Luís apresenta sérios problemas. Atualmente, 55% das escolas não são acessíveis, 54% não tem bibliotecas, 91% não tem laboratório de informática, 77% não tem quadras esportivas.

“7% das escolas ainda utilizam água de cacimba, 6% não tem coleta de lixo e fazem queima, 57% não tem coleta de esgoto. Tudo isso reflete no aprendizado: dos alunos que concluem a quinta série, 61% não aprendem português e 82% não aprendem matemática. Percentual que sobe quando se conclui a nona série, onde 77% não aprendem português e 95% não aprendem matemática”, apresentou Jonathan Almada.

A costureira Edna Maria, moradora da Vila Ariri, afirma que a educação na região tem muito a melhorar. “A falta de vagas é um problema, só eu conheço pelo menos cinco pessoas que estão precisando de vagas para seus filhos, desde o infantil até a quinta série. Precisamos de creches e escola, se não fossem as escolas comunitárias, nossas crianças não teriam onde estudar”, relatou.

A dona de casa Raimunda Ribeiro Praga, moradora do bairro da Vila Nova, é mãe de    cinco crianças. Ela conta que voltou com a família para São Luís depois de cinco meses de viagem e há três meses aguarda por uma vaga na escola para o seu filho de nove anos. “Já fui no Conselho Tutelar e estou aguardando surgir a vaga para o meu filho. Gostaria que a região tivesse mais escolas disponíveis”, lamentou.

O autônomo Raimundo Neto, morador da Vila Embratel, tem uma filha cadeirante de nove anos e todo ano tem dificuldade para encontrar vaga na escola municipal. “Um dos problemas é a locomoção, os elevadores dos ônibus não funcionam, por isso tenho que pagar transporte para ela ir para a escola, além disso, as escolas não têm acessibilidade”, contou.

Para a liderança política da área Itaqui-Bacanga, Raul Fagner, é muito importante ver o deputado Carlos Lula trazendo as discussões para os bairros. “Estamos sentando com os moradores, aquelas mães e pais de alunos, com aquela aflição do início do ano, de não conseguir vaga para seu filho. E depois que consegue a matrícula do filho começa a se preocupar se terá professor em sala de aula. Então trazer essas discussões para dentro da comunidade é a certeza de que vamos conseguir acertar na construção de uma educação melhor para a nossa cidade”, pontuou.

Além dos moradores e lideranças comunitárias da região, também participaram do evento o ex-reitor do IEMA e atual secretário de Estado da Agricultura Familiar (SAF), Bira do Pindaré, a secretária adjunta da SAF, Marileide Santos Costa, conselheiros tutelares e sociedade civil de outras localidades da Grande Ilha de São Luís.

 

0 0 votes
Article Rating
Subscribe
Notify of
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
0
Would love your thoughts, please comment.x